Câmara Dos Deputados Aprova 'Reforma' Trabalhista Por 296 Votos A 177 — Rede Brasil Atual

Câmara Dos Deputados Aprova 'Reforma' Trabalhista Por 296 Votos A 177 — Rede Brasil Atual



deputada clauidia pereiraDeputados e senadores romperam acordo com governo e aprovaram nesta quinta-feira (14), em comissão mista que analisa a proposta, relatório do novo Refis com condições mais sobre claudia pereira deputada favoráveis para empresas devedoras. Em seu pronunciamento na Câmara, ele discursou a favor da terceirização: "Os desempregados de hoje irão parabenizar os deputados e dizer seguinte: graças à aprovação desta terceirização, de deputados que estão sendo defenestrados, eu arrumei uma vaga de trabalho, consegui meu santo e sagrado emprego para sustentação da minha família" - e voltou ao microfone para solicitar à Mesa a extensão do prazo para a entrega de emendas da reforma trabalhista, explicando que era subescritor de várias por indicação da CNI.os debates parlamentares

Na sala da Biblioteca Passos Manuel, na Assembleia da República, não esteve esta quarta-feira João Semedo, devido a problemas de saúde, mas, na primeira fila, marcaram presença presidente da Assembleia, Ferro Rodrigues, deputados dos partidos que apresentaram projetos de lei sobre a morte medicamente assistida, PAN, BE, PS e Partido Ecologista "Os Verdes".

presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira (12) que a Casa não vai aceitar mudanças na reforma trabalhista, aprovada na terça-feira no Senado A declaração foi feita pelo Twitter, pouco depois da 0h. governo havia se comprometido a editar uma medida provisória (MP) para fazer alterações no texto que atendam a mudanças defendidas pelos senadores.


A reforma trabalhista proposta pelo governo Temer foi aprovado pelos deputados em abril Para evitar que texto fosse mudado no Senado e, assim, tivesse de voltar à Câmara, Temer se comprometeu a fazer as alterações defendidas pelos senadores through MP. acordo foi anunciado pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB- CE), após um encontro de Temer com a bancada do PMDB na Casa, em maio.cms-image-000408594.jpg" width="262px" alt="monarquia constitucional debates parlamentares"/>

Entre as outras medidas aprovadas pelos deputados estão a retirada do texto da possibilidade de parcelamento de dívidas eleitorais ou relativas a acordos de leniência com a Procuradoria-Geral da União (PGU), a diminuição do valor mínimo da prestação que micro e pequenas empresas terão de pagar ao parcelar as dívidas com mesmos prazos e descontos que empresas maiores, além da extinção do voto de desempate dos presidentes de turmas da Câmara Superior de Recursos Fiscais, garantindo que os contribuintes saiam vitoriosos em caso de empate.cms-image-000409727.jpg" width="260px" alt="os debates parlamentares"/>
/div>"